sábado, 28 de janeiro de 2012

Histórico IFDM


11 anos de Fundação! Como tudo começou?
O Instituto dos Filhos e Filhas da Divina Misericórdia completou no dia 24 de Novembro de 2011 seu 11º aniversário de fundação. Ele surgiu por inspiração do Frei Cristiano Lima Santos, ex-frade capuchinho, que desde 1994 profetizou o surgimento de um grupo que uniria as orações com as obras de misericórdia, baseando-se na espiritualidade de Santa Faustina Kowalsca, a Apóstola da Divina Misericórdia. Não imaginando que ele seria nosso fundador, o Frei Cristiano ingressou na Ordem dos Frades Menores Capuchinhos em dezembro de 1995, iniciando oficialmente o seu Aspirantado em fevereiro de 1996. Morou nos conventos de São Judas Tadeu (Aracaju-SE), Nossa Senhora de Fátima (Vitória da Conquista-BA) e Nossa Senhora do Rosário de Pompéia (Esplanada-BA). Passando por toda a formação inicial, pouco depois dos votos, quando retornou ao convento de Aracaju para cursar Teologia e Serviço Social, o Frei começou a receber do Senhor a inspiração de uma nova forma de vida, com constituições próprias, o desenho da casa sede, nosso hábito, a missão... As luzes lhe vinham em sonhos, durante a adoração e enquanto varria o convento. Aos poucos ele foi recordando o que o Senhor havia lhe falado em 1994 e começou a perceber que era uma nova comunidade que deveria surgir. Todavia, o amor pelos frades capuchinhos e o medo não permitiam que ele respondesse positivamente ao apelo do Senhor que já insistia que o novo instituto deveria chamar-se "Filhos e Filhas da Divina Misericórdia" e que deveria ter sua sede no lugar mais pobre e marginalizado dentro do bairro Santa Maria (que naquela época ainda se chamava "Terra Dura", um dos bairros mais violentos do estado). "Tenho pressa!” repetia insistentemente o Senhor, mas durante dois anos o Frei resistiu ao apelo, pois, de modo algum, desejava abandonar os frades capuchinhos. Foi depois de um retiro em Salvador-BA que ele fez uma escolha radical de abandonar tudo e começar o novo instituto naquele lugar que, até novembro de 2000, ainda não havia colocado os pés. Como tinha medo de iniciar essa aventura de fé sozinho pediu ao Senhor que lhe enviasse alguns irmãos que tivessem a coragem de acompanhá-lo. E assim fez o Senhor enviando-lhe Fernando e Edicarlos, os primeiros noviços da CFDM. Em 24 de novembro de 2000 deu-se a fundação oficial do Instituto com a admissão desses irmãos ao noviciado. Em 22 de dezembro daquele mesmo ano o Frei deixou o convento São Judas Tadeu e a Ordem dos Frades Capuchinhos sem olhar para trás. Em 06 de janeiro de 2001 iniciou a missão no Santa Maria, após ter renovado os votos em nova fórmula diante do Arcebispo Dom José Palmeira Lessa, no encerramento do Jubileu de Cristo da Arquidiocese de Aracaju. Quase três meses depois, no dia 22 de março, os irmãos estabeleceram-se definitivamente no bairro, morando inicialmente na casa paroquial de Santa Cruz e algumas semanas depois na Rua 30, Nº 76 do Conjunto Padre Pedro. Pouco tempo depois, tendo o Senhor atendido as orações dos irmãos, receberam o terreno da esquina da Rua 32, Nº 122 (local da atual sede do Instituto) onde construíram uma nova casa; passando a utilizar a antiga casa como capela da comunidade. Aos poucos os trabalhos foram surgindo e crescendo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário